ILUMINANDO PARA VÁRIAS CÂMERAS  

A grande maioria dos diretores de fotografia que tiveram suas carreiras originadas no cinema, passaram, de uns tempos para cá, a trabalhar em cinema, com diretores oriundos da televisão. Assim como, dado ao baixo volume de produção de filmes de longa metragem, os D.Fs. passaram a prestar serviços temporários nos núcleos de ficção das emissoras de televisão. Este novo contexto de mercado de trabalho para os D.F. interferiu no seu processo de criação da luz para as obras audiovisuais, tendo em vista que não mais trabalhavam apenas para uma câmera, narrando o discurso audiovisual, plano a plano, na maioria das vezes de forma descontínua, em tempo dramático síntese das ações.

Todos os programas de teledramaturgia, sitcom ou seriado gravam suas ações em tempo real, pré-editando no momento da captação as ações que irão para as telas. Muito eventualmente fazendo um plano de insert nas ações, gravado separadamente. Mas, mesmo assim, mantendo a narrativa em tempo real e integral no momento de sua exibição. Outro aspecto é a maneira com que as câmeras são posicionadas para que possam gravar sem interrupção as ações que são “decupadas” no momento da captação na mesa de corte, sob a orientação do diretor daquela dramaturgia.

As câmeras são dispostas num semi-círculo de cerca de 180 graus diante da ação. Tal qual uma “boca de cena” teatral. Com isso, as câmeras não interiorizam as ações. Cerca de quatro ou cinco câmeras captam as imagens nos diferentes tamanhos de plano, do lado de fora das ações. Isso implica que o D.F. tenha que raciocinar previamente a luz em Plano Geral, imaginando dentro do possível as áreas dramáticas onde haverão planos de Detalhe, Close Ups e Planos Americanos.

A continuidade de luz plano a plano, uma das preocupações básicas do D.F. no cinema, aqui, terá de ser solucionada de outra forma. A luz deverá ser feita para três eixos de câmera, pensada em Plano Geral, por área dramática do cenário e justificada pelas fontes de luz cenográficas existentes. O iluminador deverá estabelecer um diafragma por área dramática e uma média entre eles para que possa responder as necessidades da profundidade de campo dos operadores de câmera.

O D.F. deverá manter uma relação profissional muito próxima com o operador de vídeo para que não haja disparidade de luminância entre as câmeras devido ao posicionamento delas no cenário. Os eventuais usos de filtros que poderiam ser empregados durante as gravações ficaram muito mais destinados ao seu uso na finalização. Tendo em vista que a produção diária é de 25 cenas, não comportando demora para a colocação e limpeza de manutenção desses filtros. Assim como, a interferência do iluminador no diafragma da câmera fica também limitada, pois não há a ”cultura” de quem determina o diafragma a ser usado ser o responsável geral pela a imagem, que é o diretor de fotografia.

A grande perda em tudo isso é a possibilidade de existir e desenvolver-se um trabalho pessoal de um D.F. na criação de uma textura fotográfica para cada programa, um “clima dramático” visual que os D.Fs. fazem nos filmes de longa-metragem. Para que isso seja compreendido e recuperado pela produção audiovisual das teledramaturgias brasileiras é necessário uma renovação entre os diretores de programa, diretores de núcleo, operadores de vídeo e a engenharia em geral na “cultura” de imagem por um aprimoramento nos conhecimentos da iluminação de imagens dramáticas, obtendo um resultado visual e dramático superior.

Jorge Monclar – Diretor de Fotografia

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0
Gostou? Receba mais conteúdos como este

2 comentários para “ILUMINANDO PARA VÁRIAS CÂMERAS  ”

  1. Alexsandro Pereira de Andrade disse: 22/07/2017 às 13:46

    Gostaria de participar desses cursos mas eu moro em São Paulo pra mim muito importante direção de fotografia luz

    • Oi Alexsandro.
      Você pode fazer o curso básico online de DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA e se programar para fazer o curso Avançado presencial. As próximas turmas do avançado acontecem em novembro 2017 e fevereiro 2018. Podemos manter contato e evou lhe informando sobre as turmas. Confira as Dicas que são semanalmente disponibilizadas em nossa pág no Facebook. São dicas excelentes que o Dir. de Fotogrfia Jorge Monclar disponibiliza. Vai lá! Abs,
      Glaucia
      EQUIPE AICTV

Escreva uma resposta ou comentário

Seu endereço de e-mail não será exposto.