Iluminando Penumbras

iluminando penumbras

Iluminar é apagar luzes… Embora isso pareça uma contradição é o que há de mais acertado e existe quando buscamos uma iluminação por áreas dramáticas do cenário ou então buscamos iluminar as sombras que são as penumbras. Ao criarmos uma iluminação para um ambiente apenumbrado, isso fica ainda mais evidente para os diretores de fotografia em cinema e iluminadores de programas broadcasting de ficção em televisão.

Num ambiente em penumbra predominam várias áreas do cenário aparentemente mais escuras e dentro de uma escala de cinzas com diafragmas (f) menores. Onde, no conjunto da iluminação do ambiente, o diafragma das áreas dramáticas principais vai ser o da câmera. Algumas áreas ligeiramente abaixo, outras ligeiramente acima.

Tudo isso, partindo do principio que devemos oferecer aos operadores de câmera, um diafragma confortável para que consigam manter o foco durante as ações que ocorrerão naqueles cenários. Isso, sem intervir na qualidade dramática de nossa luz, que busca um clima visual para a cena. Partindo do princípio que as câmeras atuais digitais (a partir de 1080 linhas) têm uma sensibilidade entre 360 a 400 ASA ou ISO, poderemos oferecer um diafragma para as câmeras de f 4.

Esse será o diafragma máximo das áreas dramáticas principais. Portanto, com uma boa faixa de profundidade focal, caso neste ambiente apenumbrado haja fontes de luz cenográficas, como por exemplo: abat-jours de pé ou de mesa, luminárias de parede ou pendentes do teto. Ou ainda: luz da lua, que penetra através de janelas, vitrais, portas ou clarabóias, que invadam o cenário. Deveremos aproveitar e utilizar essas outras temperaturas de cor para marcar dramaticamente o cenário (obtidos com gelatinas maleáveis, existentes no catálogo da Rosco ou da Lee filters). Observe que essas gelatinas são fabricadas em percentuais de intensidade (15, 25 ou 50%). O acabamento da iluminação depende da leveza da fonte de luz empregada.

Sempre que puder, não trabalhe com a intensidade total do refletor. Diminua através do controle do foco do refletor ou com a intervenção das telas de arame. Assim como, empregando alguns controladores de intensidade luminosa, como os filtros: frost (09, 010 e 3027, 3010 e 3030) ou lâ de vidro ou tecidos translúcidos. Empregue bandeiras francesas para reduzir a intensidade de luz nas áreas de penumbra. Bandeiras francesas de filó. Ao iluminar uma penumbra, busque não saturar os ambientes de luminância; a leveza da luz é tudo. Lembre-se, você não está clareando e sim iluminando um ambiente e a luz é para ser sentida e não vista.

Não importa se você está iluminando para uma câmera Canon 5D, 7D, Sony F3, F 700, RED, SONY F65, Alexa, a boa iluminação aparece em qualquer câmera.
Jorge Monclar – Diretor de Fotografia

Share on Facebook0Share on Google+1Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0
Gostou? Receba mais conteúdos como este

Escreva uma resposta ou comentário

Seu endereço de e-mail não será exposto.